Cárie Dentária Top 5 dúvidas

cárie dentária

O que é a cárie? Por que estou com cárie? A cárie faz o dente doer? Ouvi dizer que a cárie causa problemas no coração. É verdade? Como faço para prevení-la?

Estas são dúvidas comuns do consultório relacionadas à cárie, mas vamos responder as principais dúvidas sobre este assunto:

cárie dentária

1- O que é a cárie?

A cárie dentária é uma doença que depende de diversos fatores, infecciosa, transmissível e dieta dependente, que produz uma desmineralização das estruturas dentárias. No diagrama da figura acima, você entende que a junção de cada fator (tempo, dieta, dente suscetível e microorganismos) resulta na cárie dentária.

2- O que causa a cárie?

Para explicar a origem da cárie dentária, será necessário saber separadamente os 4 fatores causadores da cárie citados acima:

Suscetibilidade

Fatores extrínsecos: estrutura sociocultural na qual o indivíduo está inserido, por exemplo, um indivíduo que mora na cidade de São Paulo e outro numa tribo indígena na selva amazônica.

Existem diferenças culturais entre esses dois indivíduos que interferem no comportamento consequentemente no controle e na incidência de cáries.

Fatores intrínsecos como fluxo de saliva, composição e capacidade tampão da saliva, aspectos hereditários e imunológicos. 

Microorganismo:

A presença estreptococos mutans e outras diversas bactérias da placa bacteriana é inquestionável  e indispensável, já que a lesão de cárie passa pelo metabolismo bacteriano, culminando com a formação de ácido e conseqüente desmineralização do esmalte dentário, desencadeando, simplesmente, o processo fisiológico
de des-re (desmineralização-remineralização).

Dieta:

Sabe-se que o homem primitivo, através do consumo de alimentos naturais, desencadeava um processo de des-re em uma situação de equilíbrio que não permitia o aparecimento da “doença” cárie.

Alimentos naturais, apesar de conter carboidratos fermentáveis, possuem substâncias com ação anti-metabólica, pois contém elementos que potencializam a remineralização, com uma ação anticariogênica.

O que deixa o alimento cariogênico, é a presença de açúcares, principalmente a sacarose, que alimenta as bactérias da boca. Estas por sua vez, formam a placa bacteriana e os ácidos que desmineralizam o esmalte dentário e resultam na cárie.

A ingestão exagerada e cada vez mais freqüente de açúcares pelo ser humano, produz um desequilíbrio crescente na remineralização do esmalte.

cárie dentária estabeleceu-se na população mundial de uma forma endêmica, levando-se a concluir que a dieta é o fator determinante da “doença”.

Tempo:

Para que a placa bacteriana resulte na cárieprecisará utilizar carboidratos fermentáveis com uma determinada freqüência, produzindo ácido, durante um determinado tempo, capaz de causar uma lesão de cárie. 

2- Existem dentes mais resistentes às cáries em algumas pessoas?

Durante muito tempo na Odontologia acreditou na existência de dentes resistentes
à cárie e muitas tentativas foram feitas para identificar fatores de importância químico estruturais que explicassem essa suposta resistência.

Porém, diversos estudos comprovaram que a resistência do esmalte à cárie não existe. Não existe, portanto, um dente suficientemente resistente à cárie e, por mais que se procure aumentar essa resistência, através de métodos químicos e mecânicos, sempre fica na dependência do desafio cariogênico a que o indivíduo será submetido.

Daí a importância da visita preventiva ao dentista de 6 em 6 meses.

carie dentaria

3- Por que o dente cariado dói?

Uma cárie em estágio avançado ( veja figura acima) resultará em envolvimento do nervo do dente, gengiva ao redor o que desencadeará um processo inflamatório que poderá ter conseqüências graves.

A dor de dentes é uma dessas consequências e já abordamos este assunto no post “Tratamento de canal: O que é doutor?” e no “Dor de dentes: Qual é o melhor remédio?

4- Cárie causa problemas no coração?

A endocardite bacteriana é uma grave infecção das válvulas cardíacas ou das superfícies do coração. As bactérias que causam o problema são provenientes da falta de cuidados com a higiene bucal.

Leia o post “Gengiva inchada ou gengiva inflamada: Preciso de tratamento?

Trabalhos epidemiológicos recentes, indicam que as bactérias da boca, podem ser importantes não apenas na endocardite bacteriana, mas em várias outras doenças como diabetes, ateroesclerose, infarto e partos prematuros.

5- Como faço para prevenir a cárie?

A lesão de cárie pode ser evitada e controlada mesmo em situações de alta experiência de cárie. Ou seja, quanto mais frequente for a dieta cariogênica deste paciente (alimentos contendo açúcar refinado) menores devem ser os intervalos de controle de risco à doença. 

Portanto, quero salientar a importância da visita periódica ao dentista. Somente este profissional poderá orientar e tratar o seu problema do jeito mais eficiente!

Fonte: 

Comentários via Facebook

Check Also

8 de Março Dia Internacional da Mulher

Neste Dia Internacional da mulher, a Ortocia parabeniza você mulher nesta data tão especial! Sem …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *