Home / franquias / Empreendedorismo na Odontologia: Top 5 dicas

Empreendedorismo na Odontologia: Top 5 dicas

empreendedores na odontologia
Empreendedorismo: Entenda o que é na prática

1- O que é empreendedorismo?

Empreender é a ação de reunir recursos mínimos necessários em torno de uma ideia para colocá-la em prática, coordenar o emprego destes recursos para a sua implantação e o atingimento dos objetivos (Adir Ribeiro e cols).

Desta forma, o empreendedorismo estará sempre associado à prática. As ideias de nada valem se não forem implantadas.

2- Quero montar meu próprio consultório. O dentista precisa ser empreendedor para que seu negócio dê certo?

Primeiramente, a ideia de possuir um negócio próprio (consultório ou clínica de especialidade), pensar nos tipos de serviços que irá oferecer, quem serão seus clientes, em que local, como e quando será implantado: tudo isso é empreender. A busca dos recursos necessários, colaboradores e dentistas que farão parte da equipe, documentação legal da constituição e registro da empresa, cadastro dos meios de pagamento, fornecedores de materiais odontológicos, protéticos e outros também são tarefas que caberão ao dentista empreendedor ou um empresário com características empreendedoras. Ou seja, como franqueado trabalhará mais, e não menos. Estes é um dos mitos que derrubo no post Franquias: Os 5 maiores mitos!

3- Quero ser um profissional empreendedor. Posso aprender a empreender?

Sim. O empreendedorismo é um comportamento aprendido por qualquer tipo de pessoa. Nem todos nascem com o “dom” do empreendedorismo. Existem cursos e treinamentos específicos com esta finalidade, como o Empretec do SEBRAE, como expliquei no 10 Dicas para um recém formado em Odontologia no Blog Ortodontiaparatodos. Também produzimos uma série de 10 vídeos sobre o tema no nosso canal no Youtube:

4- Ser empreendedor é arriscado? Como faço para diminuir os riscos em um negócio próprio?

A mais importante característica do empreendedorismo, mais do que a capacidade de reunir e organizar os recursos necessários, é correr riscos (Adir Ribeiro e cols).

No mundo dos negócios, esta pode ser a barreira para a pessoa entrar ou não em um novo negócio. Mas existe uma diferença entre risco e perigo: o risco é não saber o que ocorrerá no futuro, enquanto o perigo é um fato conhecido que poderá prejudicar os planos futuros ou levar a resultados menores dos que os planejados.

Portanto, em um sistema de franquias, a maioria dos fatores que prejudicam o negócio, já estão mapeados e as soluções protocoladas para serem prevenidas em treinamentos específicos de cada área.

5- Qual é a diferença de empreender com o auxílio de uma franquia?

A diferença está no modelo de negócio, que já estará pré-definido, diminuindo de forma significativa os riscos do novo empreendimento. O conhecimento básico sobre gestão e operação da franquia são repassados pela franqueadora através de treinamentos e outras formas de suporte. Falei sobre o assunto no post Suporte ao franqueado: Os 5 passos Ortocia. Como resultado, aumentamos exponencialmente as chances do novo negócio ter sucesso, embora não haja qualquer garantia de que o negócio vá dar certo.

Fonte:

Comentários via Facebook

Check Also

software odontológico

Software Odontológico: Qual é o melhor?

Qual é o melhor software odontológico? Existe um bom software odontológico gratuito? Qual é o …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *